Ogum ou S. Jorge

Nem uma coisa nem outra, e as duas coisas ao mesmo tempo, parece irónico mas é verdade!
Ogum é uma vibração emanada de Deus que em determinado momento de vida da humanidade se tornou carne e viveu junto dos Homens a experiencia de ser humano e como tal mortal.
Ser humano é uma das formas que Deus vivenciou a todos os espíritos que criou desde o primeiro bafo…”Quando Olorum, o Senhor do infinito, fez o Universo com o seu hálito sagrado, criou junto um punhado de seres imateriais, com a finalidade de povoar esse universo. Estes seres, os Orixás foram dotados de poderes fantásticos, como o domínio sobre o fogo, água, terra, ar, animais e plantas e também o masculino e feminino.” A natureza é divina, assim como o homem e a mulher que foram criados para usufruírem desse espaço maravilhoso onde as pessoas recebem influências no sentido de favorecer uma vida em comum.
Ogum é um Orixá, capaz de salvar muitas vidas, mas também destruir reinos inteiros.
Há quem diga que um belo dia Ogum chegou á sua aldeia onde ninguém falava com Ele, sempre que se dirigia a um conterrâneo, recebia sempre um grande vazio como resposta. Pensando que todos estavam zangados com Ele e, não se lembrando que a sua Palavra era Lei e que os seus conterrâneos, só estavam cumprindo o que ele decretou. Ogum ficou furioso e destruiu tudo. Mas logo em seguida descobriu que eles permaneciam calados porque faziam voto de silêncio, porque Ele assim o ordenara, arrependeu-se da destruição que tinha causado sem causa aparente. Desde então, jurou ser mais cauteloso e proteger os mais fracos, sobretudo aqueles que tiverem sofrendo perseguições arbitrárias, tanto no Orum, o Universo, como no Ayê, a Terra.
Exemplo disso foi a luta dos negros contra as injustiças e foi sempre encarado por guerreiro corajoso quer no campo espiritual, quer no campo humano.
Ogum é a força de quem quer a mudança, o guerreiro que no seu campo de batalha está sempre lutando contra os desequilíbrios da vida, Aquele que está sempre na nossa frente
abrindo as estradas que nos levam ao sucesso, mas encarando sempre esse sucesso como uma dádiva e nunca como um meio para obter proveitos á custa de outros.
É o Senhor do Ferro que transformou a terra no avanço que ela teria de sofrer com a revolução do ferro que tudo transformou desde a agricultura á guerra. É o Senhor da vida porque o ferro veio transformar tudo o que envolvia o Homem, até lhe proporcionar uma melhoria no seu estado de criação que levou a que a vida fosse mais sublime e menos precária. É o Senhor dos encontros porque a vida é um encontro com o êxtase do sonho que cada um ambiciona, porque Ele é o Senhor dos Caminhos, quem os quiser abertos que se mantenha na atitude de um Guerreiro mas com sabedoria e inteligência, porque só a sabedoria e a inteligência consegue ganhar guerras e quem mais do que Ogum para receber a nossa devoção porque ele nos proporciona uma vida livre.

S. Jorge
Quando Diocleciano era imperador de Roma, havia nos domínios do seu vasto império um jovem soldado chamado Jorge, cujos pais se converteram ao cristianismo Nascido na antiga Capadócia, região actualmente pertencente á Turquia, após a morte de seu pai Jorge mudou-se para a Palestina com sua mãe.
Onde seguiu a carreira militar e lá foi promovido a capitão do exército romano e a sua mestria era de tal maneira que aos 23 anos o Imperador o nomeou de Conde. Mas nessa época o plano de Diocleciano era matar todos os cristãos e no dia marcado para assinatura desse decreto pelo senado Jorge levantou-se no meio da multidão e opôs-se a tal decreto, o que o levou á prisão e como se mantinha fiel a Jesus, o Imperador tentou fazê-lo desistir da sua fé torturando-o de vários modos. E após cada tortura era levado perante o imperador que lhe perguntava se renegava a Jesus, mas nunca Jorge quebrou a sua Fé e, por causa disso, muitos começaram a sentir a Fé em Deus e em Jesus tal era a vontade férrea de Jorge que contaminava os outros. Finalmente Diocleciano, não conseguindo quebrar Jorge o mandou degolar no dia 23 de Abril de 303 está sepultado na Lídia, cidade de S. Jorge, perto de Jerusalém na Palestina.
Verdadeiro guerreiro de Fé, S. Jorge, venceu contra os Anjos Negros batalhas, por isso a imagem mais conhecida é Ele montado num cavalo branco, vencendo um grande dragão.
S. Jorge é a força de Deus na luta dos excluídos e marginalizados da sociedade Por isso, Ogum não é S. Jorge, nem Jorge é Ogum mas os dois são tudo isso, entenda quem quiser entender…eu sou seu Filho e eternamente estarei com as suas armas, na luta pelo equilíbrio neste mundo em guerra e seres ávidos de espezinharem o seu próximo…

OGUNHÊ MEU PAI……………………. AVÊ JORGE

Sempre em aflição a sua oração nos protege sempre!
Nos campos de batalha…estarei lá sempre…porque a vitória é certa e os caminhos estão abertos.

Teófilo Pereira
Jornal Exercito de OXALÁ Março 2014

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s