SAUDAÇÕES, CORES E OS DIAS DA SEMANA PARA CADA ORIXÁ

Exú – Mensageiro dos orixás
• Saudação: Laroyê Exú!
• Cores: vermelho e preto
• Dia da semana: Segunda-feira

Ogum – O orixá da guerra, é também ferreiro
• Saudação: Ogunhê, Patacori Ogum
• Cores: vermelho e branco, azul
• Dia da semana: Terça-feira

Oxóssi – O orixá da caça e rei das matas
• Saudação: Okê arô!!
• Cores: verde, azul
• Dia da semana: Quinta-feira

• Omolú/Obaluaiê – O orixá da medicina, deus da varíola
• Saudação: Atotô!
• Cores: marrom, cor palha
• Dia da semana: Segunda-feira

Nanã Buruku – a mais velha dos orixás, primeira esposa de Oxalá, deusa da morte
• Saudação: Saluba Nanã!
• Cores: lilás, roxo
• Dia da semana: Sábado

Oxumaré – O orixá da riqueza representado pelo arco-íris e pela cobra
• Saudação: Arroboboi Oxumarê!
• Cores: amarelo e verde
• Dia da semana: Terça-feira

Logunedé – O caçador filho de Oxum e Oxóssi
• Saudação: Loci Loci Logun!
• Cores: amarelo e azul
• Dia da semana: Quinta-feira

Iansã – Senhora dos ventos e tempestades
• Saudação: Epahey Oyá!
• Cores: vermelho, amarelo (depende da casa)
• Dia da semana: Quarta-feira

Xangô – Senhor da justiça
• Saudação: Kao Kabiesilê!
• Cores: marron / vermelho
• Dia da semana: Quarta-feira

Oxum – Orixá do amor, da fertilidade e maternidade
• Saudação: Ora yê yê ô!
• Cores: amarelo ouro
• Dia da semana: Sábado

Iemanjá – Deusa do mar, segunda esposa de Oxalá
• Saudação: Odoyá, Odociaba
• Cores: prata e branco, azul turqueza
• Dia da semana: Sábado

Ossaim – O orixá das plantas
• Saudação: Ewê ô!
• Cores: verde e branco com lista vermelha
• Dia da semana: Quinta-feira

Obá – orixá dos ventos e redemoinhos
• Saudação: Obá Xiré Yá!
• Cores: rosa, coral
• Dia da semana: Quarta-feira

Irokô – O orixá do Tempo
• Saudação: Iroko y Só! Eeró!
• Cores: branco, cinza
• Dia da semana: Terça-feira

Oxalá/Oxaguiã/Oxalufã – O orixá maior
• Saudação: ÈPA BÀBÁ !
• Cores: Branco
• Dia da semana: Sexta-feira

Resumindo:
SEGUNDA – FEIRA – Exu, Pomba Gira, Obaluaê, Omulu, Pretos Velhos (Iorumá) e almas aflitas
TERÇA – FEIRA – Ogum, Boiadeiros e Baianos
QUARTA – FEIRA – Xangô e Iansâ e Obá
QUINTA – FEIRA – Oxossi, Caboclos e Caboclas
SEXTA – FEIRA – Oxalá, Almas Santas e Linha da Oriente liderada por São João Batista
SÁBADO – Iemanjá, Oxum, Nanã Burukê, Ondinas, Sereias, Caboclas, Iaras e Marinheiros
DOMINGO – Iori (Cosme e Damião), Crianças e Ibeijadas

Anúncios

HISTÓRIA DO CABOCLO PENA VERDE

É de uma Tribo Asteca, oriunda dos Estados Unidos que veio migrando até chegar na Amazónia, onde se instalou.
Sua aparência: usava calça de couro, tinha cabelos longos e grisalhos e seu penacho, longo, tinha as cores (verde, vermelha e branca) cada cor representada um irmão.
Relatou que para um índio se tornar pagé, tinha que participar de um ritual: caçar e trazer um javali para a tribo. Quando Pene Verde foi participar deste ritual, tinha mais um adversário, o vencedor seria quem trouxesse a presa primeiro. Continue reading “HISTÓRIA DO CABOCLO PENA VERDE”

CABOCLOS

Cor – Verde (variável perante a linha)
Símbolo – Arco e flecha
Pontos da Natureza – Matas
Flores – todo o tipo de folhagem
Essência – a caça e cura
Dia semana – Quinta-feira
Elemento – Terra e ar
Bebida – Vinho licoroso
Comidas – Frutos
Data comemorativa – 20 de Janeiro
Sincretismo – os índios que Habitavam a território brasileiro.


Umbanda, religião e ciência, absorção das vibrações cósmicas que actuam sobre a natureza. Congregação de entidades que se apresentam em formas diversas, espargindo o bem, a necessária ajuda ao ser humano. Dentre os Protectores que se agrupam em Falanges, uma se destaca notadamente pela pujança, vigor e por que não dizer, pela presteza com que se apresenta auxílio aos necessitados: a Falange dos Caboclos.  Continue reading “CABOCLOS”

Lenda de Tupinambá

Os donos da terra chegaram há milhares de anos. Vieram a pé, queriam alcançar o lugaronde não se morre, acreditando em uma antiga lenda do seu povo, que, tempos depois, se revelaria uma grande ironia do destino. Queriam chegar onde, segundo seus antepassados, havia fartura de terra e mar, de solo fértil e muitos peixes. Inspirados por seus deuses, um dia decidiram se reunir e caminharam pelas matas e caatingas, seguindo sempre o pôr-do-sol. Continue reading “Lenda de Tupinambá”

Dias da Semana, Orixás e Entidades

Na Umbanda, os dias da semana são divididos entre os orixás e assim cada dia corresponde a uma ou mais vibrações espirituais.

Domingo

  • Nanã
  • Ibejada

Segunda-feira

  • Omolú, Obaluaiê
  • Irôko
  • Exú e Pombagira
  • Pretos Velhos

Terça-feria

  • Ogum
  • Oxumarê
  • Ewá
  • Baianos, Boiadeiros

Quarta-feira

  • Xangô
  • Iansã
  • Obá

Quinta-feira

  • Oxóssi
  • Ossaim
  • Logun’edé
  • Caboclos

Sexta-feira

  • Oxalá
  • Oxaguiã
  • Oxalufã
  • Linha do oriente

Sábado 

  • Oxum
  • Iemanjá
  • Marinheiros

CIGANOS – OS FILHOS DO VENTO

DIA 24 DE MAIO HOMENAGEM AO POVO CIGANO NA UMBANDA
ORI…ORI…POVO CIGANO

ORAÇÃO PARA SANTA SARA
(Português)
“Você que é apenas pelos ciganos do mundo
Você que os não ciganos machucaram sem motivo
Você que os não ciganos colocaram medo e jogaram no mar
Para que morresses de sede e de fome
Tu que sabes o que é o medo, a fome e a dor no coração. Continue reading “CIGANOS – OS FILHOS DO VENTO”

Lições que os Pretos(as)-Velhos(as) nos transmitem para o dia a dia

1:ª – FÉ
2.ª – HUMILDADE
3.ª – CARIDADE
4.º – AMOR

1.ª A FÉ
A Fé é a força que transformou a energia de revolta dos negros escravizados em força regeneradora, que vivendo no sofrimento, deu alento, alegria e sentimento de vida aos que na Sanzala, trabalhavam de sol a sol, para hoje cumprirem a sua missão junto de nós.
A Fé é a única coisa que eles nunca questionaram, porque a Fé é força viva, que nos impulsiona no caminho da vida.
Eles questionaram tudo, menos a sua Fé em Olorum e nos Orixás trazidos consigo nos barcos negreiros que Continue reading “Lições que os Pretos(as)-Velhos(as) nos transmitem para o dia a dia”