SAUDAÇÕES, CORES E OS DIAS DA SEMANA PARA CADA ORIXÁ

Exú – Mensageiro dos orixás
• Saudação: Laroyê Exú!
• Cores: vermelho e preto
• Dia da semana: Segunda-feira

Ogum – O orixá da guerra, é também ferreiro
• Saudação: Ogunhê, Patacori Ogum
• Cores: vermelho e branco, azul
• Dia da semana: Terça-feira

Oxóssi – O orixá da caça e rei das matas
• Saudação: Okê arô!!
• Cores: verde, azul
• Dia da semana: Quinta-feira

• Omolú/Obaluaiê – O orixá da medicina, deus da varíola
• Saudação: Atotô!
• Cores: marrom, cor palha
• Dia da semana: Segunda-feira

Nanã Buruku – a mais velha dos orixás, primeira esposa de Oxalá, deusa da morte
• Saudação: Saluba Nanã!
• Cores: lilás, roxo
• Dia da semana: Sábado

Oxumaré – O orixá da riqueza representado pelo arco-íris e pela cobra
• Saudação: Arroboboi Oxumarê!
• Cores: amarelo e verde
• Dia da semana: Terça-feira

Logunedé – O caçador filho de Oxum e Oxóssi
• Saudação: Loci Loci Logun!
• Cores: amarelo e azul
• Dia da semana: Quinta-feira

Iansã – Senhora dos ventos e tempestades
• Saudação: Epahey Oyá!
• Cores: vermelho, amarelo (depende da casa)
• Dia da semana: Quarta-feira

Xangô – Senhor da justiça
• Saudação: Kao Kabiesilê!
• Cores: marron / vermelho
• Dia da semana: Quarta-feira

Oxum – Orixá do amor, da fertilidade e maternidade
• Saudação: Ora yê yê ô!
• Cores: amarelo ouro
• Dia da semana: Sábado

Iemanjá – Deusa do mar, segunda esposa de Oxalá
• Saudação: Odoyá, Odociaba
• Cores: prata e branco, azul turqueza
• Dia da semana: Sábado

Ossaim – O orixá das plantas
• Saudação: Ewê ô!
• Cores: verde e branco com lista vermelha
• Dia da semana: Quinta-feira

Obá – orixá dos ventos e redemoinhos
• Saudação: Obá Xiré Yá!
• Cores: rosa, coral
• Dia da semana: Quarta-feira

Irokô – O orixá do Tempo
• Saudação: Iroko y Só! Eeró!
• Cores: branco, cinza
• Dia da semana: Terça-feira

Oxalá/Oxaguiã/Oxalufã – O orixá maior
• Saudação: ÈPA BÀBÁ !
• Cores: Branco
• Dia da semana: Sexta-feira

Resumindo:
SEGUNDA – FEIRA – Exu, Pomba Gira, Obaluaê, Omulu, Pretos Velhos (Iorumá) e almas aflitas
TERÇA – FEIRA – Ogum, Boiadeiros e Baianos
QUARTA – FEIRA – Xangô e Iansâ e Obá
QUINTA – FEIRA – Oxossi, Caboclos e Caboclas
SEXTA – FEIRA – Oxalá, Almas Santas e Linha da Oriente liderada por São João Batista
SÁBADO – Iemanjá, Oxum, Nanã Burukê, Ondinas, Sereias, Caboclas, Iaras e Marinheiros
DOMINGO – Iori (Cosme e Damião), Crianças e Ibeijadas

Anúncios

Iansã e os Eguns

Assim como Nanã e Obaluaê, Iansã também está ligada ao culto dos mortos, dos Eguns. Porém, ao contrário destes, Oyá não determina a vida ou a morte, sua função limita-se em guiar, conduzir, o espírito desde seu desprendimento do corpo até um dos nove Orùns, de acordo com as orientações e/ou julgamento de Olodumaré. Continue reading “Iansã e os Eguns”

Yemanjá

Deusa da nação de Egbé, nação esta Iorubá onde existe o rio Yemojá (Yemanjá). No Brasil, rainha das águas e mares. Orixá muito respeitada e cultuada é tida como mãe de quase todos os Orixás Iorubanos, enquanto a maternidade dos Orixás Daomeanos é atribuída a Nanã. Por isso à ela também pertence a fecundidade. É protectora dos pescadores e jangadeiros. Continue reading “Yemanjá”

Iansã

Iansã é um Orixá feminino muito famoso no Brasil, sendo figura das mais populares entre os mitos da Umbanda e do Candomblé em nossa terra e também na África, onde é predominantemente cultuada sob o nome de Oiá. É um dos Orixás do Candomblé que mais penetrou no sincretismo da Umbanda, talvez por ser o único que se relaciona, na liturgia mais tradicional africana, com os espíritos dos mortos (Eguns), que têm participação ativa na Umbanda, enquanto são afastados e pouco cultuados no Candomblé. Em termos de sincretismo, costuma ser associada à figura católica de Santa Bárbara. Iansã costuma ser saudada após os trovões, não pelo raio em si (propriedade de Xangô ao qual ela costuma ter acesso), mas principalmente porque Iansã é uma das mais apaixonadas amantes de Xangô, e o senhor da justiça não atingiria quem se lembrasse do nome da amada. Ao mesmo tempo, ela é a senhora do vento e, consequentemente, da tempestade.
Nas cerimônias da Umbanda e do Candomblé, Iansã, ela surge quando incorporada a seus filhos, como autêntica guerreira, brandindo sua espada, e ao mesmo tempo feliz. Ela sabe amar, e gosta de mostrar seu amor e sua alegria contagiantes da mesma forma desmedida com que exterioriza sua cólera. Continue reading “Iansã”

Ewá

Também conhecida como Ìyá Wa. Assim como Yemanjá e Oxum, também é uma divindade feminina das águas e, às vezes, associada à fecundidade. É reverenciada como a dona do mundo e dona dos horizontes. Em algumas lendas aparece como a esposa de Oxumaré e pertencendo a ela a faixa branca do arco íris, em outras como esposa de Obaluaiê ou Omulu.
Ewá é a divindade do rio Yewa. Na Bahia é cultuada somente em três casas antigas, devido à complexidade de seu ritual. As gerações mais novas não captaram conhecimentos necessários para a realização do seu ritual, daí se ver, constantemente, alguém dizer que fez uma obrigação para Ewá, quando na realidade o que foi feito é o que se faz normalmente para Oxum ou Iansã.
O desconhecimento começa com as coisas mais simples como a roupa que veste, as armas e insígnias que segura e os cânticos e danças, isso quando não dizem que Ewá é a mesma coisa que Oxum, Iansã e Yemanjá. Continue reading “Ewá”

OXALÁ É JESUS… JESUS É OXALÁ

“Oxalá que é nosso Pai Dai a Luz e a sua Potencia Mandai lá das alturas Senhor A vossa Divina Protecção”

Falar do verbo divino e tentar fazer uma dilação sobre este tema, é sinal de uma forte vibração que nos envolve e, com isso ter a noção de que Nosso Pai Oxalá nos auxilia e a sua mão está nos amparando a escrita que flui.
Cristo é nome Titulo dado pelos Cristãos a Jesus da Nazaré e, que significa o “Ungido”.
O Cristianismo o reverencia como Deus feito Homem, Xamãs indígenas, Cabalistas, Judeus e Muçulmanos o consideram um Mestre, na Índia o reverenciam como um “Siddha” (perfeito) ou até um avatar (encarnação divina).
Continue reading “OXALÁ É JESUS… JESUS É OXALÁ”

OXALÁ

Oxalá representa o Orixá associado á criação do Mundo e da espécie Humana e apresenta-se sob 3 formas:
Oxaguian – o Oxalá Menino, que é sincretizado como o Menino Jesus de Praga;
Oxalufam – o Oxalá Velho, sincretizado com Jesus no Monte das Oliveiras;
Oxalá – Sincretizado em Jesus Cristo.

Na África é cultuado como Obatalá. Quando os negros chegam ao Brasil como mão-de-obra escrava, trouxeram consigo, além do nome do Orixá, outra forma de se referir a ele, Orixalá, que significa Orixá dos Orixás, ficando popularizado como Oxalá.
Continue reading “OXALÁ”